A cor da relação

Um grupo de relacionamento que conecta pessoas negras: esse é o Afrodengo. Nesta quarta-feira 12Dia dos Namorados, eles completam 1 ano e 2 meses de relacionamento. Alan, que é dono de um empresa de telecomunicações e segurança eletrônica, conta que a iniciativa do namoro partiu dele. Resolvi adicionar e puxar conversa. Fomos conversando e resolvemos marcar de nos encontrar. Nosso encontro foi mais ou menos nos meados de outubro de Eu fui no bairro dela, a gente foi conversando e acabamos ficando. Aí marcamos outras vezes, lembra ele.

Mulheres que procuram 117125

Afetividade negra

Próprio compartilhando dos mesmos ideais, do temperamento e até do estilo parecido de roupas que usava e os eventos que a gente frequentava, eu sempre era a que menos conseguia reservar encontros ou, até mesmo, ir além-mundo de um primeiro contato. Um estudo realizado pela Universidade Cornell, nos Estados Unidos, concluiu que determinados aplicativos de relacionamento podem apresentar padrões discriminatórios, principalmente no que diz respeito à raça. O algoritmo prevê novas preferências, o que pode reduzir as chances de tipos específicos de perfil serem restante divulgados. Com isso, a ferramenta pode, também, promover alguns perfis mais do que outros. Meu maior sonho é investir em um aplicativo de relacionamento exclusivo para pessoas negras, pontua. Destinado exclusivamente a pessoas negras, o projeto é definido pela jornalista como um espaço de resgate de identidade e fortalecimento dos laços afroafetivos. Os perfis eram os mesmos, pessoas brancas, malhadas. As poucas pessoas negras que tinham acabava sendo o mesmo match entre minhas amigas negras, por exemplo. Para resolver, ela decidiu suprir a dor própria e da comunidade negra que a cercava.

Leave a Reply

Your email address will not be published.*